Livro: No Office » Intro - O trabalho moderno está mudando » Capítulo 3 - Eu tenho futuro? Capítulo 3 - Eu tenho futuro? Capítulo 3 - Eu tenho futuro? Capítulo 3 - Eu tenho futuro? | future.md

Capítulo 3 - Eu tenho futuro?

No Office - pode ser o futuro do trabalho?

Agora você conhece minha história e como meu sonho de um estilo de vida “No Office” se tornou realidade. Estou satisfeito por ter uma equipe que não precisa se deslocar até um escritório central para realizar seu trabalho. A única questão que permanece é sobre o futuro - este é apenas o meu futuro ou é o futuro do trabalho?

Precisamos realmente viver em uma cidade grande?

As cidades estão crescendo. Quando você olha para as 20 cidades mais populosas do mundo1, você pode ver que todas elas continuaram a crescer na última década, até mesmo cidades em um país desenvolvido como os Estados Unidos. Das cidades listadas, apenas Chicago cresceu menos de 1%. Algumas cidades como Phoenix, San Antonio, Dallas, Austin e Seattle cresceram dois dígitos - algumas em mais de 20%! Isso é realmente necessário?

Em 2030, esperamos ter 43 megacidades em todo o mundo2, com mais de 10 milhões de habitantes em cada uma… por que faríamos isso conosco?

Não temos finalmente a tecnologia para trabalhar de uma maneira diferente e não ter que viver confinados em uma grande megalópole? Algumas pessoas podem prosperar em grandes cidades, mas o estilo de vida que que uma cidade grande proporciona não se adequa a todos. E em 2020, deveríamos ser capazes de escolher nosso estilo de vida sem ter que sacrificar nossa carreira. Eu morava em Varsóvia, a capital da Polônia, mas escolhi me mudar para uma cidade muito menor de 300 mil pessoas que eu adoro.

Qual o motivo do deslocamento no trânsito para um open office?

Este é o cerne da questão. Muitos trabalhadores do conhecimento - pessoas que trabalham com seus cérebros em computadores - vivem nos subúrbios e se deslocam todos os dias (geralmente uma hora em cada sentido) para trabalhar. Inúmeros estudos têm mostrado como é estressante ficar preso no trânsito todos os dias. E por que fazemos isso? Para chegar a um escritório no centro da cidade com janelas de vidro e planta aberta.

Sim, o “open office”. Onde é barulhento, onde as pessoas constantemente distraem umas às outras, onde você se sente como uma engrenagem em uma roda… onde você dificilmente consegue realizar qualquer trabalho. É também onde seus supervisores acreditam que suas ideias criativas estão fluindo e contaminando as outras pessoas por meio da proximidade física compartilhada.

Basicamente, você fica estressado dirigindo por cerca de uma hora apenas para sentar na frente de um computador em uma sala lotada e barulhenta. E para piorar a situação, sua capacidade de trabalho produtivo é drasticamente reduzida pelo grande número de reuniões de que você está sendo convidado a participar.

Esse é o padrão moderno de trabalho do conhecimento. Mas não tem que ser assim. Na verdade, muitas pessoas talentosas começaram a perceber isso e não querem mais trabalhar dessa forma. E agora, devido à pandemia de COVID-19, o mundo acelerou o processo de transição para o trabalho remoto.

Espero, com os conselhos deste livro, que você seja capaz de aumentar seu tempo produtivo, reduzir suas reuniões e tornar as reuniões que permanecerem muito mais eficazes.

O escritório pode ser uma ótima ferramenta… se usado com sabedoria

Nossa empresa é muito radical, porque literalmente não temos escritório. Temos um endereço oficial, mas ninguém trabalha lá. Existem muitas outras empresas como a nossa, com equipes de todos os tamanhos diferentes. Nozbe tem cerca de 30 pessoas, enquanto a Buffer, uma empresa de mídia social, tem mais que o dobro do nosso tamanho. Zapier, uma empresa de automação de software, tem mais de 250 pessoas na folha de pagamento. E existem empresas como InVision, Automattic (os desenvolvedores do Wordpress) ou GitLab que têm mais de mil pessoas em uma equipe completamente dispersa geograficamente.

Os conselhos neste livro não se aplicam apenas a empresas totalmente remotas. Algumas empresas podem trabalhar em um sistema híbrido - talvez tenham um pequeno escritório e uma pequena unidade de produção, enquanto o restante de sua equipe é distribuída. Existem algumas empresas que já têm escritórios em muitas cidades, então eles já são uma espécie de “No ONE Office”, mas odeiam a ideia de deixar seus membros de equipe trabalharem remotamente ou mesmo tirar alguns dias para trabalhar de casa.

A verdade é que qualquer trabalhador do conhecimento pode trabalhar literalmente de qualquer lugar. Se você trabalha com o cérebro, realmente não importa onde estão as coordenadas geográficas. Não há escritório - há apenas trabalho.

Não tem colher

Sou um grande fã do filme Matrix. Tem algumas cenas memoráveis, mas uma das minhas favoritas é quando o garotinho está entortando a colher.

Nesta cena, um menino está dizendo a Neo, o personagem principal, que dobrar uma colher é impossível, mas como eles estão na Matriz, a verdade é que realmente não há colher, e a única coisa que eles podem entortar são eles mesmos … não a colher.

Acho cômico que a expectativa moderna para concluir seu trabalho seja estar em um escritório. É como se as pessoas pensassem que existe uma equação entre os dois: trabalho = escritório!

Na verdade, quando você precisa fazer seu trabalho, não precisa fazê-lo por causa do escritório; o escritório é opcional. O escritório pode ser dobrado. Porque o que realmente importa é o seguinte:

Não há escritório. Apenas trabalho que precisa ser feito.

O escritório é indispensável?

Mais adiante neste livro, exploraremos todas as razões válidas pelas quais as pessoas podem acreditar que um escritório é uma parte essencial de seu trabalho e como uma empresa “No Office” atende a essas necessidades, tais como:

  • É um requisito para que a empresa exista e tenha um endereço físico.
  • Provar para seus clientes que o negócio é real.
  • Um local para os membros de sua equipe executarem melhor seu trabalho.
  • Uma forma de colaborar e ser criativo.
  • Um meio de ter reuniões grandes e produtivas.
  • Local de encontro com clientes.
  • Uma medida para comparar com a concorrência.

Todas essas preocupações e necessidades são válidas.

Mas por favor, mantenha a mente aberta. Trataremos de todos eles ao longo deste livro, porque embora algo costume ser feito de uma maneira, não significa que não possa ser feito de outra forma - e com melhores resultados.

No entanto, nem tudo são cupcakes e arco-íris…

Sim, administrar uma empresa moderna no estilo “No Office” tem seu próprio conjunto de desafios. Existem muitas questões e problemas.

  • Como você montar seu escritório em casa?
  • Como você se comunica internamente?
  • Como vocês fazem as coisas juntos?
  • Como você dirige reuniões, termina projetos e trabalha de forma eficaz?
  • Como você se reconecta e mantém o espírito de equipe?

E muitos mais.

Neste livro, pretendo responder à maioria dessas perguntas, respostas escritas a partir da perspectiva de uma pequena empresa remota e global que existe há mais de uma década e complementadas com exemplos de outras empresas “No Office”.

Não temos todas as respostas, e outros negócios “No Office” podem fazer as coisas de maneira diferente, mas todos temos o objetivo comum de criar um ótimo ambiente de trabalho e um negócio próspero.

Embora a recente pandemia de COVID-19 possa ter acelerado o trabalho neste livro, acredito que aprendi o suficiente para que o mesmo seja útil a muitas empresas que estão acostumadas a trabalhar de maneira mais tradicional.

Um livro moderno para os tempos modernos

Este livro é de código aberto - estou escrevendo-o abertamente para que todos possam ler e sugerir melhorias e emendas. Estou aprendendo à medida que prossigo, muitas coisas neste livro podem mudar e passar por revisão. É um processo contínuo.

Assim como o software, este livro nunca será concluído.

“No Office” é uma forma moderna de gerir uma empresa, por isso merece uma forma moderna de escrever um livro

Na Nozbe, com nosso produto de software mais recente, Nozbe Teams, lançamos novas features toda semana. Todas as semanas, enviamos uma nova versão do nosso software. Quando um bug é corrigido, um recurso é introduzido ou uma cópia de texto é melhorada, ela é enviada aos clientes na próxima segunda-feira. Adoramos esse ciclo de lançamento rápido e iterativo.

Assim que este livro estiver concluído, tentarei introduzir um ciclo de lançamento mensal para produzir uma nova versão no formato PDF e eBook, além de uma revisão trimestral da brochura. Você também poderá acompanhar todas as alterações no Github em tempo real. Este livro será como um ótimo produto de software - perene e sempre atualizado com os negócios modernos.

Para quem é este livro?

Este livro é para você, se você veio até aqui!

Como fundador de uma empresa “No Office” e parte ativa da equipe que trabalha nas operações diárias, estou dirigindo este livro para os dois lados:

  • Para todos os empresários e gestores que estão abertos a abraçar não só o trabalho remoto, mas também técnicas modernas de trabalho eficaz e produtividade da equipe.
  • Para funcionários e membros da equipe que estão fazendo experiências com trabalho remoto ou que desejam experimentá-lo e convencer seu empregador a manter a mente aberta sobre isso.
  • Para todos em sua equipe que sentem que há uma maneira melhor de trabalhar, mas não conseguem definir exatamente o que é.

Espero que os próximos capítulos o inspirem a experimentar uma nova maneira de fazer as coisas e a encontrar uma solução que leve sua equipe a um nível totalmente novo.

A lição: um escritório é apenas uma ferramenta!

Lembre-se de que um escritório não é um requisito para o trabalho; é apenas uma ferramenta que você pode dobrar da maneira que quiser - porque o único requisito é o trabalho que precisa ser feito.

Próximo: Capítulo 4 - Eu tenho futuro?

Voltar ao Índice

Read this chapter in: